Cuidados a ter quando comprares uma casa

by - março 10, 2018



Faz dois anos que comprei casa e faz muito pouco tempo que a vendi .Hoje procuro uma nova casa, e com isso decidi escrever este artigo com a experiência que tive de comprar a primeira, e com o desafio de encontrar o meu segundo cantinho.

Na compra e procura de uma casa há muita coisa que se deve ter em conta, vou falar da minha experiência pessoal e por isso pode não ser a mais certa, no entanto partilho convosco a minha percepção e o que aprendi tanto na primeira compra como agora na nova procura.


Desconfiem das paredes pintadas à pouco tempo

Paredes pintadas pouco antes da venda da casa podem indicar problemas de humidade ou algo a ser omitido para o comprador Aconselho por isso, caso estejam decididos a comprar uma casa em que notem esta situação, que falem com os vizinhos e perguntem se o prédio sofre de problemas, inclusive infiltrações e humidade.

Se poderem esperar comprem no Inverno

Porque é que digo isto? Exactamente por causa do tema anterior, humidades e infiltrações são mais recorrentes no Inverno e por isso, requer uma especial atenção caso compremos numa época em que não há chuvas, pois pode-nos passar despercebido algum problema dentro da casa ou no prédio.

Valor do Condomínio

Muitos se esquecem deste dado, que é importante. A minha primeira casa tinha um condomínio no valor inferior a 10€ por mês. No entanto em certas casas o valor de condomínio pode chegar aos 70€ por mês, o que em alguns casos faz bastante diferença nas economias pessoais. Lembrem-se sempre de perguntar quanto é o valor do condomínio e se este é organizado ou não. No caso de edifícios com muitos andares e alojamentos,  um condomínio organizado vai salvar muita dor de cabeça.

Certificado Energético

Este passa também despercebido pela maior parte das pessoas, mas existe uma razão muito importante para se dar o devido valor. Uma casa com um desempenho energético entre A e C não vai precisar tanto de aquecimento no Inverno, por exemplo. O que não só irá fazer com que poupe-mos nas facturas de electricidade como também vamos estar a ajudar o ambiente ao diminuir o consumo de eletricidade. 

Zona e Transportes

Não se compram casas todos os dias, por isso é muito importante terem em consideração a zona envolvente onde está situada a casa e os transportes. Falo por experiência própria, tenho um labrador (que irei certamente falar sobre ele no blog), e não me via de todo a viver num meio demasiado urbano, tenho de ter sempre um jardim perto de casa para o poder passear livremente. É também importante para mim a questão dos transportes, uma vez que se acaba por poupar gasolina, ajudar o meio ambiente e por vezes acaba até por compensar evitar o trânsito da cidade.

O comércio perto da casa também é importante. Imaginem que vos falta algo para acabar de cozinhar um prato, é preferível terem uma mercearia a 100m do que terem de pegar no carro e ir a um hiper mercado.

Ano do prédio

O ano no prédio é importante dependendo da zona geográfica, pois existem vários tipos de construção dependendo do período da mesma. Não podemos esperar que um prédio de 1960 ofereça a qualidade, isolamento ou segurança que um prédio de 2001 oferece.

Tentem sempre negociar

Vale a pena fazer sempre uma proposta, não se atirem de cabeça antes de tentarem negociar o valor, sobretudo nesta época em que as habitações estão super inflacionadas. Às vezes ser perderem um pouco de tempo em negociações podem conseguir a casa que querem por um valor um pouco mais simpático.

Comprem casas já com roupeiros

Uma casa que já tenha roupeiros embutidos vai poupar-vos não só dinheiro, como muita dor de cabeça na hora de arrumar toda a roupa. Por isso aconselho vivamente a que a casa que procurem possua já este tipo de facilitação.

Canalizações e Eletricidade

Questionem se as canalizações e parte elétrica ainda estão de origem, em casas muito antigas pode ser um problema e a probabilidade de um cano por exemplo, é muito maior.

Comprem através de uma agência

Ao contrário do que muitos dizem, devido às comissões, por vezes exorbitantes das agências, eu decidi na mesma comprar por uma agência imobiliária, e nesta segunda casa, estou a fazer o mesmo.

O processo é muito mais rápido e seguro, isto é, se comprarem a um particular vão ter de se preocupar com todos os documentos, ter a certeza que o imóvel não tem dívidas e que não existem hipotecas. Ao fim e ao cabo, pagar um pouco mais numa agência pode compensar, pelo menos quando chega a hora da papelada.


Por alto acho que são as coisas que mais aprendi até agora e sem dúvida que com a minha segunda casa vou aprender ainda mais. Assim que tiver mais aprendizados, vou certamente partilhar convosco. 

You May Also Like

7 comentários

  1. Como estudante universitária e estando ainda a depender dos meus pais, comprar uma casa é um passo que ainda não vou dar para já, mas que gostaria de dar num futuro muito próximo, pelo que considero estas dicas muito úteis.
    Essa dica de comprar no Inverno é realmente muito inteligente, nunca pensei nisso.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cherry!
      Boa, fico feliz por teres achado as dicas úteis e espero também que consigas o teu cantinho muito em breve hehe. Alguma coisa já sabes.

      Eliminar
  2. Olá João,

    Concordo que é sempre melhor fazer estas coisas através de uma agência imobiliária. Dá muito mais segurança. Tanto na compra como na venda.

    Eu sou consultora imobiliária na century21 e adoro a área! Se precisares de ajuda na busca da nova casa, contacta-me: c.silva@century21.pt
    Atuo na zona de Lisboa e arredores.

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia! Obrigado pelo teu comentário e concordo com o que disseste.
      De facto estou a precisar de ajuda sim haha, está difícil a procura de casa neste momento :)

      Eliminar
    2. Envia-me um email e ajudo-te nisso ;)

      Eliminar
  3. Muito útil, obrigada por partilhares.

    ResponderEliminar